Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

Clube dos Animais de SM organiza mais um Dia de Adoção Solidária

A Praça dos Bombeiros recebeu aproximadamente 30 animais, entre gatos e cachorros, na tarde de domingo, dia 18, para o Dia da Adoção Solidária. O evento é organizado pelo Clube Amigos dos Animais SM e conta com a participação de voluntários de diversos grupos de proteção animal: Projeto Quatro Patas Santa Maria, Mundo Animal [Portal Nosso Mundo]Focinhos FelizesSOS Bichos de Rua Santa Maria -RS, Amigos dos Animais (UFSM) e protetores independentes. O objetivo do projeto é encontrar novos lares para animais de rua.

A gata doada por Valdivia Costa foi adotado pelo casal. No entanto, as filhotes seguem sem um lar.
A gata encontrada por Valdívia foi adotada pelo casal. No entanto, os filhotes seguem sem um lar. Foto: Gabriela Vargas

 

As famílias dispostas a oferecer um lar são devidamente avaliadas pelos organizadores do evento. Para adotar os bichanos é necessário xerox da carteira de identidade e comprovante de residência. A feira do Vira-Lata, fundada no ano de 1996, acontecia todos os domingos das 10 as 12 horas na Praça dos Bombeiros. Apesar do sucesso, muitos animais foram abandonados no local, fazendo com que o clube modificasse o evento em 2006. Durante este período, mais de 5 mil animais foram doados durante os domingos de feira.

Atualmente, a ONG, que realiza seus encontros todo o segundo domingo do mês no mesmo local, ressalta que somente bichinhos castrados podem ser doados no Dia da Adoção Solidária. A renda arrecadada através da venda de produtos para animais é revertida para a assistência e castração. É possível também fazer doações de ração, medicação, coleiras e roupas. Eles recebem assistência veterinária gratuita por seis meses e acompanhamento para melhor adaptação do animal. “É comum a má adaptação dos animais e por isso é importante o auxílio dos donos temporários”, diz a voluntária Laís Antunes, que teve dificuldades com a gata doada por ela que, ao trocar de lar, deixou de se alimentar.

A veterinária e diretora geral do Clube Amigos dos Animais, Marlene Nascimento, afirma que a ONG não recolhe animais da rua e sim incentivam os voluntários a conceder um lar temporário a eles. “Nós trabalhamos assim, ensinando as pessoas a cuidarem e castrarem dos animais e depois trazerem até nós para doação”.

Em busca de encontrar um lar para a gata que apareceu em sua casa, a doadora Valdívia Costa trouxe a mãe e seus filhotes para adoção. O animal foi encontrado atropelado e em estado grave, Valdívia cuidou e o castrou após o nascimento das crias. No entanto, os três filhotes não puderam ser doados pois ainda não foram castrados. Somente a mãe ganhou um lar. Se houver interesse na adoção das três fêmeas é possível contatá-la pelo telefone: (55) 8111-0574

 

[youtube_sc url=”https://www.youtube.com/watch?v=WDSAGpMojfk”]

 

Interessados em adoção:

Entrar em contato com o Projeto Quatro Patas através de sua fanpage, ou pela página do facebook do Clube dos Animais SM. Você pode também enviar e-mail para “mvmarlene@yahoo.com.br”. Lembrando que todas as adoções passarão por entrevista prévia (adoção responsável) e serão realizadas mediante termo de responsabilidade em duas vias.

Por Gabriela Vargas e Luiza Chamis

Reportagem realizada para disciplina de Jornalismo Online

LEIA TAMBÉM

Uma resposta

  1. Acho que as voluntárias agem mal com muitas pessoas eu mesmo vi doam os animais para quem elas querem.está errado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

A Praça dos Bombeiros recebeu aproximadamente 30 animais, entre gatos e cachorros, na tarde de domingo, dia 18, para o Dia da Adoção Solidária. O evento é organizado pelo Clube Amigos dos Animais SM e conta com a participação de voluntários de diversos grupos de proteção animal: Projeto Quatro Patas Santa Maria, Mundo Animal [Portal Nosso Mundo]Focinhos FelizesSOS Bichos de Rua Santa Maria -RS, Amigos dos Animais (UFSM) e protetores independentes. O objetivo do projeto é encontrar novos lares para animais de rua.

A gata doada por Valdivia Costa foi adotado pelo casal. No entanto, as filhotes seguem sem um lar.
A gata encontrada por Valdívia foi adotada pelo casal. No entanto, os filhotes seguem sem um lar. Foto: Gabriela Vargas

 

As famílias dispostas a oferecer um lar são devidamente avaliadas pelos organizadores do evento. Para adotar os bichanos é necessário xerox da carteira de identidade e comprovante de residência. A feira do Vira-Lata, fundada no ano de 1996, acontecia todos os domingos das 10 as 12 horas na Praça dos Bombeiros. Apesar do sucesso, muitos animais foram abandonados no local, fazendo com que o clube modificasse o evento em 2006. Durante este período, mais de 5 mil animais foram doados durante os domingos de feira.

Atualmente, a ONG, que realiza seus encontros todo o segundo domingo do mês no mesmo local, ressalta que somente bichinhos castrados podem ser doados no Dia da Adoção Solidária. A renda arrecadada através da venda de produtos para animais é revertida para a assistência e castração. É possível também fazer doações de ração, medicação, coleiras e roupas. Eles recebem assistência veterinária gratuita por seis meses e acompanhamento para melhor adaptação do animal. “É comum a má adaptação dos animais e por isso é importante o auxílio dos donos temporários”, diz a voluntária Laís Antunes, que teve dificuldades com a gata doada por ela que, ao trocar de lar, deixou de se alimentar.

A veterinária e diretora geral do Clube Amigos dos Animais, Marlene Nascimento, afirma que a ONG não recolhe animais da rua e sim incentivam os voluntários a conceder um lar temporário a eles. “Nós trabalhamos assim, ensinando as pessoas a cuidarem e castrarem dos animais e depois trazerem até nós para doação”.

Em busca de encontrar um lar para a gata que apareceu em sua casa, a doadora Valdívia Costa trouxe a mãe e seus filhotes para adoção. O animal foi encontrado atropelado e em estado grave, Valdívia cuidou e o castrou após o nascimento das crias. No entanto, os três filhotes não puderam ser doados pois ainda não foram castrados. Somente a mãe ganhou um lar. Se houver interesse na adoção das três fêmeas é possível contatá-la pelo telefone: (55) 8111-0574

 

[youtube_sc url=”https://www.youtube.com/watch?v=WDSAGpMojfk”]

 

Interessados em adoção:

Entrar em contato com o Projeto Quatro Patas através de sua fanpage, ou pela página do facebook do Clube dos Animais SM. Você pode também enviar e-mail para “mvmarlene@yahoo.com.br”. Lembrando que todas as adoções passarão por entrevista prévia (adoção responsável) e serão realizadas mediante termo de responsabilidade em duas vias.

Por Gabriela Vargas e Luiza Chamis

Reportagem realizada para disciplina de Jornalismo Online