Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

Juventude FA é campeão inédito do gauchão de futebol americano

Jogadores do Juventude FA celebram o título em frente à torcida. Foto: Felipe Michalski
Jogadores do Juventude FA celebram o título em frente à torcida (Foto: Felipe Michalski)

A sétima edição do campeonato estadual de futebol americano e a primeira chancelada pela Federação Gaúcha da modalidade presenciou um novo campeão: o Juventude FA. De maneira mais fácil do que se esperava, a equipe de Caxias do Sul superou o desgaste da viagem, e com um excelente jogo do quarterback americano Tim Lukas, que anotou 4 touchdowns (dois terrestres e dois aéreos), o Juventude FA derrotou o então campeão gaúcho Porto Alegre Pumpkins por 28 a 6 e se sagrou campeão gaúcho pela primeira vez.

O jogo

O jogo foi marcado por muitas faltas e erros das duas equipes, principalmente do Pumpkins. Porém, o começo foi bem diferente. Em uma campanha aparentemente condenada, a equipe acabou sendo salva por faltas do adversário. Com passes longos do quarterback Antônio Freire, a equipe saiu na frente do placar, anotando 6 a 0.

A vantagem, contudo, não duraria muito. Desta vez, o Juventude FA teria sua campanha salva por faltas do adversário. Em corridas de Jaílson da Rosa e do quarterback Tim Lukas, o segundo viraria o jogo para a equipe caxiense ao lançar passe pra touchdown para Diego Oliveira. Com o ponto extra convertido, o Juventude FA viraria o jogo para nunca mais perder a vantagem: 7 a 6 para a equipe da serra.

A equipe porto-alegrense tentou reagir, mas na 2ª jogada da campanha o passe de Antônio Freire foi interceptado. Porém, o Juventude não conseguiria converter isso em pontos. Sucessivas campanhas sem sucesso das duas equipes fariam com que a partida chegasse ao intervalo com apenas um ponto de vantagem pro Juventude FA.

No segundo tempo, apenas uma equipe jogou. Apesar do Porto Alegre Pumpkins conseguir forçar um punt, o retornador não conseguiu segurar a bola, que foi recuperada pelo Juventude FA. Em seguida, o recebedor Ricardo Miller conseguiu converter uma 3ª descida crucial para os caxienses, e na jogada seguinte, Tim Lukas apareceria novamente em touchdown terrestre, botando o placar em 14 a 6 para os juventudinos.

Jogo contou com muitos erros de passe, snaps, fumbles e quantidade excessiva de faltas. Foto: Charles Michalski
Jogo contou com muitos erros de passe, snaps, fumbles e quantidade excessiva de faltas. Foto: Charles Michalski

Na necessidade de reagir, o Porto Alegre Pumpkins passou a se precipitar. O center da equipe passou a errar snaps, e a campanha da equipe só foi salva por faltas do adversário. Porém, novamente o quarterback Antônio Freire seria interceptado, desta vez por Vinícius Pacheco. Em duas jogadas, o Juventude FA chegaria à endzone adversária e abriria larga vantagem: 21 a 6.

No desespero, o jogo terrestre foi abandonado pelo time porto-alegrense. A equipe conseguiu chegar até a linha de 21 jardas do campo de ataque, mas um fumble fez com que a equipe perdesse a bola. Mesmo jogando para gastar o tempo, o Juventude FA conseguiu ser efetivo e, em passe de Tim Lukas para Ricardo Miller, os caxienses sacramentaram o título: 28 a 6.

Sem esperanças de virada, o Pumpkins conseguiu bons avanços, mas não conseguiu chegar a endzone para descontar.

LEIA TAMBÉM

Uma resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Jogadores do Juventude FA celebram o título em frente à torcida. Foto: Felipe Michalski
Jogadores do Juventude FA celebram o título em frente à torcida (Foto: Felipe Michalski)

A sétima edição do campeonato estadual de futebol americano e a primeira chancelada pela Federação Gaúcha da modalidade presenciou um novo campeão: o Juventude FA. De maneira mais fácil do que se esperava, a equipe de Caxias do Sul superou o desgaste da viagem, e com um excelente jogo do quarterback americano Tim Lukas, que anotou 4 touchdowns (dois terrestres e dois aéreos), o Juventude FA derrotou o então campeão gaúcho Porto Alegre Pumpkins por 28 a 6 e se sagrou campeão gaúcho pela primeira vez.

O jogo

O jogo foi marcado por muitas faltas e erros das duas equipes, principalmente do Pumpkins. Porém, o começo foi bem diferente. Em uma campanha aparentemente condenada, a equipe acabou sendo salva por faltas do adversário. Com passes longos do quarterback Antônio Freire, a equipe saiu na frente do placar, anotando 6 a 0.

A vantagem, contudo, não duraria muito. Desta vez, o Juventude FA teria sua campanha salva por faltas do adversário. Em corridas de Jaílson da Rosa e do quarterback Tim Lukas, o segundo viraria o jogo para a equipe caxiense ao lançar passe pra touchdown para Diego Oliveira. Com o ponto extra convertido, o Juventude FA viraria o jogo para nunca mais perder a vantagem: 7 a 6 para a equipe da serra.

A equipe porto-alegrense tentou reagir, mas na 2ª jogada da campanha o passe de Antônio Freire foi interceptado. Porém, o Juventude não conseguiria converter isso em pontos. Sucessivas campanhas sem sucesso das duas equipes fariam com que a partida chegasse ao intervalo com apenas um ponto de vantagem pro Juventude FA.

No segundo tempo, apenas uma equipe jogou. Apesar do Porto Alegre Pumpkins conseguir forçar um punt, o retornador não conseguiu segurar a bola, que foi recuperada pelo Juventude FA. Em seguida, o recebedor Ricardo Miller conseguiu converter uma 3ª descida crucial para os caxienses, e na jogada seguinte, Tim Lukas apareceria novamente em touchdown terrestre, botando o placar em 14 a 6 para os juventudinos.

Jogo contou com muitos erros de passe, snaps, fumbles e quantidade excessiva de faltas. Foto: Charles Michalski
Jogo contou com muitos erros de passe, snaps, fumbles e quantidade excessiva de faltas. Foto: Charles Michalski

Na necessidade de reagir, o Porto Alegre Pumpkins passou a se precipitar. O center da equipe passou a errar snaps, e a campanha da equipe só foi salva por faltas do adversário. Porém, novamente o quarterback Antônio Freire seria interceptado, desta vez por Vinícius Pacheco. Em duas jogadas, o Juventude FA chegaria à endzone adversária e abriria larga vantagem: 21 a 6.

No desespero, o jogo terrestre foi abandonado pelo time porto-alegrense. A equipe conseguiu chegar até a linha de 21 jardas do campo de ataque, mas um fumble fez com que a equipe perdesse a bola. Mesmo jogando para gastar o tempo, o Juventude FA conseguiu ser efetivo e, em passe de Tim Lukas para Ricardo Miller, os caxienses sacramentaram o título: 28 a 6.

Sem esperanças de virada, o Pumpkins conseguiu bons avanços, mas não conseguiu chegar a endzone para descontar.